Dirigente aponta aproveitamento da base como filosofia

Dirigente aponta aproveitamento da base como filosofia

Rodrigo Caetano afirma que investimentos forçam o aproveitamento da base (Foto: Photocamera)

Precisando se adaptar à difícil realidade financeira, o Fluminense tem o aproveitamento das divisões de base como filosofia de trabalho. O diretor executivo Rodrigo Caetano vê os sucessos dos garotos como reflexo de todo o trabalho feito pelo clube com sua prata da casa.

– Temos que usar jovens como o Denílson como exemplo para algo que é a atual filosofia do Fluminense. Era antes, e agora ainda mais pelos investimentos. Quando a gente lança um menino, quando um deles consegue jogar no profissional, representa todo um trabalho, uma fábrica de talentos – disse o dirigente.