Dirigente conta como espera evolução do plano de associação

Dirigente conta como espera evolução do plano de associação

O primeiro semestre ruim do Fluminense, atrelado a falta de identidade da torcida com um estádio impediram um avanço do projeto “Sócio-Futebol”. Mas segundo o gerente de Arenas do clube, Carlos Eduardo Moura, o balanço é positivo e tende a melhorar.

– O Fluminense tem cerca de 17 mil sócios com acesso ao estádio, e isso corresponde a mais da metade de clubes como Inter e Coritiba, que alcançaram em média 30 mil sócios em três anos e ambos possuem estádio próprio. Acredito que o programa é um sucesso e deve melhorar assim que definirmos um local para jogar – explicou Cadu.