Dirigente explica a importância do certificado de clube formador

Dirigente explica a importância do certificado de clube formador

Dirigente não esconde a alegria pelo trabalho desempenhado em Xerém (Foto: Paulo Brito/NETFLU)
Dirigente não esconde a alegria pelo trabalho desempenhado em Xerém (Foto: Paulo Brito/NETFLU)

Dono de uma das maiores e melhores categorias de base do Brasil e do mundo, o Fluminense recebeu, na última temporada, finalmente o certificado de clube formado. Gerente da base, Marcelo Teixeira explicou o quanto é importante tal documento para o Tricolor mais amado do mundo, sem esquecer de salientar que ele só foi possível por conta de um trabalho que vem de longo prazo.

– Tudo o que existe hoje em Xerém, bom e ruim, mas que a gente entende que é a maior parte boa, minha opinião pessoal: a maiores vendas da história, profissionais se destacando, vem de uma filosofia, de um pensamento do presidente e um trabalho que o Fernando Simoni iniciou e eu estou dando continuidade. O que acontece hoje, o certificado de clube formador é um gancho pra isso, e esse certificado é fundamental, porque significa que o Flu está seguindo as regras do órgão regulador. Significa que o Flu está conseguindo cumprir. Tem coisas ali que obrigam clubes a seguirem determinadas regras. Além disso, com certificado de clube formador, você está protegido pela lei. A partir dos 14 anos, um atleta não pode fechar com outro clube, porque vai estar protegido – disse, em entrevista exclusiva ao portal NETFLU.

Todo ano, a CBF inspeciona os clubes para saber se merecem continuar com o certificado. A fiscalização é uma forma de não diminuir o afinco das equipes nos trabalhos concernentes à base.

– Ele é renovado por ano e tem inspeção para saber se você continua seguindo as ações como seguia no momento em que assinou o documento – concluiu.


Sem comentários