Dirigente explica números modestos do Flu com arrecadação em 2012

Dirigente explica números modestos do Flu com arrecadação em 2012

 

Jackson Vasconcelos vê perfil da torcida do Flu e dificuldade de ir ao Engenhão como responsáveis por pouca arrecadação

Sem casa, o Fluminense não ficou nem entre os 15 primeiros no ranking divulgado dos clubes que mais lucraram com estádios em 2012. Ao explicar tal fenômeno, o superintendente executivo do clube, Jackson Vasconcelos, apontou o perfil da torcida tricolor e a dificuldade de ir ao Engenhão como os principais responsáveis.

– O torcedor geralmente não vai ao estádio, principalmente ao Engenhão. Se pegar a história do Fluminense, o torcedor só vai em grandes momentos, sejam os mais perigosos, como 2009 (na luta para não ser rebaixado), ou em decisão de campeonato. No restante dos jogos ele não vai ao estádio quando tem dificuldade de acesso e atendimento; é o perfil do torcedor – disse.