Dirigente ressalta trabalho em Xerém: “Cheguei com scouting na veia”

Dirigente ressalta trabalho em Xerém: “Cheguei com scouting na veia”

3Marcelo Teixeira responde pelo trabalho executado nas categorias de base do Fluminense. O gerente de futebol, ao comentar sobre o que é feito em Xerém, afirma que o exercício de captação de atletas no Tricolor é o melhor do país.

– Eu diria que essa filosofia começou comigo, cheguei do Manchester United com scouting na veia. Passa também pelo Marcelo Veiga (atual coordenador técnico da base), que está aqui há 10 anos, e o Ricardo Corrêa (chefe de olheiros), que está há seis. Claro que não acertamos o tempo todo. Mas eu te diria hoje, sem falsa modéstia, que é o melhor trabalho de captação do Brasil – garantiu o dirigente, que completou:

– Para nós, um trabalho bem sucedido na base é pegar um menino que tem talento natural e transformá-lo em jogador de futebol do time profissional, para dar retorno técnico e financeiro ao Fluminense. Você pode privilegiar força e conquistar mais títulos na base, mas esse não é nosso objetivo – avalia Teixeira, que construiu sua filosofia de gestão da base a partir de observações tiradas de sua planilha.


Sem comentários