Márcio Baby morreu no dia 7 de abril (Foto: Flu-Memória / Acervo)

A polícia prendeu dois envolvidos na morte de Márcio Baby, ex-zagueiro revelado pelo Fluminense. Rafael Cavalcante Batista e Alexandre Lourenço Pereira Ramos da Silva foram detidos em Irajá. Marcos José Ferreira Monteiro da Silva está foragido e é procurado.

Imagens das câmeras de segurança do local mostraram quando os criminosos chegaram num táxi para cometer um assalto. Márcio Baby estava em uma padaria na Vila da Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro. Marcos José é quem desce do táxi e efetua os disparos no ex-jogador.

A teoria da polícia é que ele viu um cordão de ouro no pescoço de Márcio e anunciou o assalto. Ao perceber uma possível reação, efetuou o disparo.

O ex-zagueiro levou ao menos dois tiros, foi levado ao hospital, passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos. O crime ocorreu no dia 6 de abril e Márcio Baby morreu um dia depois.

Márcio Baby estreou nos profissionais do Fluminense em 1992. Disputou 49 partidas, sendo 33 como titular, e marcou dois gols.