Doping no Fluminense: Michael é o terceiro caso em três meses

Doping no Fluminense: Michael é o terceiro caso em três meses

Thiago Neves poderia ter sido flagrado no antidoping

O atacante Michael foi mais um jogador do Fluminense a ser flagrado no antidoping. O caso já é o terceiro no clube em apenas três meses, embora apenas dois atletas tenham sido pegos no exame.

 
Thiago Neves, em fevereiro, tomou um remédio por indicação de médico particular para curar uma sinusite. Por conta disso, foi sacado da estreia do Tricolor na Libertadores, diante do Caracas, na Venezuela, evitando um problema maior.

 
No mês seguinte, a substância furosemida, proibida pela Agência Mundial de Antidopagem, foi encontrada no organismo de Deco. A contraprova deu positivo e, por isso, o jogador poderá até encerrar sua carreira.

 
Em relação a Michael, não se sabe ainda qual substância foi encontrada no sangue da revelação das categorias de base do clube.