Flu foi à Colômbia encarar o Junior, mas teve de seguir para o Equador na última hora (Foto: Mailson Santana - FFC)

Uma nova mudança de local em partida da Libertadores na Colômbia aumentou ainda mais a distância percorrida pelo Fluminense em apenas três rodadas de competição. Exceto pela estreia, quando recebeu o River Plate no Maracanã, o Tricolor teve de mudar de planos nos dois compromissos seguintes. A distância percorrida em 11 dias supera os 16 mil quilômetros.

Foram seis aviões diferentes no período. Uma média de quase um voo a cada dois dias. Primeiro, foi a Bogotá encarar o Independiente Santa Fe. Mas por restrições da cidade no combate à Covid-19, teve de se deslocar para Armenia, ainda na Colômbia, para a realização do jogo. Agora, chegou a ir a Barranquilla enfrentar o Junior, mas os protestos no país fizeram mais uma vez o Fluminense ter de mudar de planos.

Após dar o aval para a ida tricolor à Colômbia, a Conmebol remarcou o jogo para Guayaquil, no Equador.

Confira as distâncias percorridas recentemente pelo Fluminense de acordo com levantamento do jornal O Globo:

Arte: O Globo

A nível de comparação, só nestes dias na América do Sul, o Fluminense já superou a distância Rio-Moscou (11.510 km) e encostou no trecho Rio-Pequim (17.310 km).