John Kennedy ficou três meses sem jogar por ter enfrentado complicações relacionadas à Covid-19 (Foto: Mailson Santana - FFC)

De volta aos campos depois de ter ficado três meses parado em virtude dos fortes sintomas que apresentou ao contrair Covid-19, John Kennedy jogou pouco nas últimas partidas do Fluminense. Somados os dois jogos mais recentes, ficou 38 minutos em campo (entrou contra Grêmio e Criciúma e nem ficou no banco frente ao Palmeiras). Em busca de mais ritmo, o centroavante ficará à disposição do time sub-23.

Nesta quinta-feira, o Flu joga pelo Campeonato Brasileiro de Aspirantes frente à Ponte Preta, às 15h, nas Laranjeiras. O atacante não folgou com o elenco na volta de Criciúma. Treinou com a equipe e será relacionado pelo técnico Ailton Ferraz.

John Kennedy apresentou sintomas gripais no dia 22 de abril e foi afastado dos treinos por precaução às vésperas da estreia do Fluminense na Libertadores, frente ao River Plate. O resultado positivo para o novo coronavírus veio seis dias depois e o atacante iniciou os dez dias protocolares de isolamento. Mas teve complicações e chegou a desenvolver uma pneumonia.

Apesar de não ter sido necessária a hospitalização, o atleta precisou ter a quarentena estendida e foi sendo acompanhado pelo departamento médico tricolor. Ele voltou aos poucos às atividades no fim de maio: primeiro com exercícios na academia e, no início de julho, passou a treinar com bola, mas com o elenco sub-23. Só no dia 9 de julho é que foi reintegrado ao elenco profissional.