Em depoimento na CPI, Rubens Lopes ataca Sul-Minas-Rio

Em depoimento na CPI, Rubens Lopes ataca Sul-Minas-Rio

Rubens Lopes (à direita) voltou a falar mal de Fluminense e Flamengo. Castellar (à esquerda) afirmou ser favorável à Sul-Minas-Rio (Foto: Agência Senado)
Rubens Lopes (à direita) voltou a falar mal de Fluminense e Flamengo. Castellar (à esquerda) afirmou ser favorável à Sul-Minas-Rio (Foto: Agência Senado)

Interpelado, na tarde desta terça-feira, em Brasília em audiência aberta da CPI do Futebol, presidida pelo senador Romário, Rubens Lopes voltou a atacar a Sul-Minas-Rio. O presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) afirmou tratar-se de um movimento excludente aos clubes de menor investimento.

– Acho um movimento elitista e prejudicial ao futebol como um todo. Ela vai confrontar um calendário que já existe e que contempla clubes de menor investimento. Estou falando a posição do estado do Rio, apurada por todos os clubes, menos dois – disse. Rubinho só citou Fluminense e Flamengo como as exceções após ser questionado por Romário a respeito.

Já o presidente da Federação Mineira de Futebol, Castellar Modesto Guimarães Neto, mais um ouvido na CPI, afirmou ser favorável à Sul-Minas-Rio.

– Sinto que qualquer movimento por parte dos clubes é extremamente benéfico. Fico preocupado com as datas – analisou.

 

Em outro momento, Rubens Lopes foi adiante garantindo que o Campeonato Carioca não é uma competição deficitária.

– A receita não pode ser só de bilheteria. Se não tivesse jogo, não ia ter cota de televisão. Não haveria vários dispositivos que são transformados em renda. O que precisamos é corrigir o desequilíbrio financeiro entre as equipes, isso é fundamental – encerrou.


Sem comentários