(Foto: Divulgação - Twitter do Santa Fe)

Em entrevista concedida ao canal TyC Sports, da Argentina, Eduardo Méndez, presidente do Independiente Santa Fe, da Colômbia, soltou o verbo contra a Conmebol e o River Plate (ARG), adversário desta quinta dos colombianos. Por conta dos protestos na Colômbia, a partida com mando do Santa Fe teve que ser realocada e acontecerá em Assunção, no Paraguai.

O dirigente reclamou do tratamento diferenciado que os argentinos recebem da Conmebol, afirmando que o River é “mimado pela entidade”. Vale lembrar que o River atuaria em Armênia, mas não viajou e teve a partida transferida para Assunção. Diferente do Flu, que viajou para Barranquilla e terá que fazer novo deslocamento para Guayaquil para enfrentar o Junior.

– Eu propus ao presidente da federação, mas a Conmebol não aceitou. Você sabe que o River Plate é uma equipe importante, um time mimado pela Conmebol e, portanto, lá tivemos uma desvantagem também. É um time amado pela Conmebol, você não pode negar isso. Eu quero que você entenda, eu não quero gerar controvérsia. Estou dizendo, você está falando no mundo de River, Boca, e eles são equipes importantes. Eu entendo que você não concorda comigo, e eu não vou discutir. Estou dando uma declaração. Há equipes que têm mais poder do que outras não só na Conmebol, mas na AFA e na Colômbia – disse o mandatário à imprensa argentina.