Uma partida muito esperada e de grande valor para ambos os times em suas pretensões no Campeonato Brasileiro. Com esse clima Fluminense e Atlético-MG foram a campo na noite desta quarta-feira, no Maracanã, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na prática, pouco fizeram e acabaram num 0 a 0 até justo. Para o Tricolor, faltam pouco para garantir a vaga na Libertadores (mesmo que na fase prévia). Chegou aos 57 pontos e está em quinto lugar. O adversário foi a 61 e segue em terceiro.

O Atlético passou a maior parte do primeiro tempo dentro do campo do Flu. Tinha mais posse de bola e tentava chegar com os velozes Vargas e Savarino. Fechadinha a equipe tricolor tentava contra-atacar, mas faltava ser um pouco mais dinâmica. Ainda no início, chegou com certo perigo em jogada de Luiz Henrique pela direita que Yago chutou mal e em cruzamento de Lucca pela esquerda sem ninguém para completar. E foi só. No mais, muitos toques laterais e para trás sem grande objetividade.

No fim das contas, ambas as equipes criaram muito pouco e não deram qualquer trabalho aos goleiros Everson e Marcos Felipe.

Em virtude de Fred ter sentido um desconforto muscular, Marcão voltou para o segundo tempo com John Kennedy no lugar do centroavante. O garoto até poderia trazer um pouco mais de velocidade, mas também não entrou bem.

A partida seguiu num ritmo bem parecido com o da etapa inicial. Os mineiros mais presentes na frente e o Fluminense em busca de uma bola para matar. Essa bola até poderia ter saído quando Nenê achou passe magistral para John Kennedy, que se enrolou todo na hora de finalizar e perdeu a melhor chance do jogo.

Mais perto do fim, Fluminense e Atlético-MG pareceram acordar e tentar com um pouco mais de contundência chegar aos três pontos. Marcos Felipe chegou a fazer boa defesa em chute de fora de Guilherme Arana. Fernando Pacheco desperdiçou frente a frente com Everson. O empate acabou sendo justo para o que ambas as equipes apresentaram, mas aos tricolores fica um gosto amargo pelas duas chances mais claras do duelo perdidas.

Na próxima rodada, o Flu encara o Ceará, fora de casa, segunda-feira.

O Fluminense jogou com: Marcos Felipe, Calegari, Matheus Ferraz, Luccas Claro (Frazan, 25′ do 2ºT) e Egídio; Martinelli, Yago e Nenê (Michel Araujo, 34′ do 2ºT); Luiz Henrique (Caio Paulista, 41′ do 2ºT), Lucca e Fred (John Kennedy, intervalo).