(Imagem: Divulgação/Cerro Porteño)

Morreu na manhã do último domingo Alexsandro Javier Arce, filho de Arce, técnico do Cerro Porteño (PAR). O jovem de 20 anos faleceu após um forte acidente de carro em Luque, no Paraguai.

Por conta do ocorrido, a Conmebol decidiu adiar a partida, que seria realizada nesta terça-feira no Maracanã, para o próximo dia 3 de agosto.

Nas suas redes sociais, o Cerro agradeceu emitiu uma nota oficial reconhecendo a ajuda da federação e agradeceu o Flu pelo gesto de cavalheirismo do clube em aceitar a prorrogação da data do jogo.

O Club Cerro Porteño comunica que, com relação a postergação da partida entre Fluminense e Cerro Porteño, pelas oitavas de final da Conmebol Libertadores 2021, reconhece a Conmebol e em especial ao Fluminense FC pelo gesto de cavalheirismo, colocando na frente o lado humano e a competência, aceitando a solicitação de postergar o encontro, entendendo e respeitando o momento de dor do nosso técnico, o Professor Francisco “Chiqui” Arce.”

Confira a nota emitida pelo Cerro Porteño (PAR) nas redes sociais:

Torcedores do Fluminense, o clube e também a patrocinadora Betano, desejaram forças ao treinador da equipe paraguaia.