Em reunião na CBF, clubes pedem o uso da tecnologia na arbitragem

Em reunião na CBF, clubes pedem o uso da tecnologia na arbitragem

arbitragemProfissionalização, fim do sorteio, escalação por pontuação e, principalmente, uso da tecnologia. Essas são algumas das sugestões dos clubes para a melhoria da arbitragem brasileira. Nesta quinta-feira, integrantes do Conselho Técnico de clubes se reuniram na CBF para discutir planos de trabalho do grupo, e a principal pauta foi a arbitragem. O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, estava presente no encontro e levará as propostas à Comissão Nacional de Arbitragem e a Marco Polo del Nero.

Atlético-MG, Atlético-PR, Grêmio, Corinthians e Fluminense são os representantes da Série A no Conselho. Os presidentes de ABC e Atlético-GO representam a Série B, o ASA é o clube da Série C, e o Nacional-AM está no grupo como clube da Série D. Na reunião desta quinta, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, também esteve presente, mas como convidado. O uso da tecnologia só seria possível mediante autorização da Fifa.

 

Segundo o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa, a entidade já tem um projeto para implantar o recurso. O modelo foi idealizado por Manoel Serapião, ex-árbitro FIFA, atual instrutor técnico da Escola Nacional de Arbitragem e representante brasileiro nos encontros da IFAB (International Football Association Board), entidade responsável pelas mudanças nas regras do futebol.
– A Fifa já está estudando isso. A IFAB é conservadora. Para mudar a regra, tem que mudar no mundo inteiro. Tem Série A, B e C de todos os países. É muito difícil que isso aconteça – declarou Sérgio.


Sem comentários