Em ritmo de treino, Fluminense vence fácil o Bonsucesso: 3 a 0

Em ritmo de treino, Fluminense vence fácil o Bonsucesso: 3 a 0

Fluminense fez três gols em 16 minutos e garantiu a vitória logo cedo (Foto: Nelson Perez - Fluminense FC)
Fluminense fez três gols em 16 minutos e garantiu a vitória logo cedo (Foto: Nelson Perez – Fluminense FC)

A noite de quinta-feira do Fluminense no Maracanã foi mais tranquila do que se esperava. Foram necessários exatos 16 minutos para bater um frágil Bonsucesso por 3 a 0. De quebra, a garotada de Xerém voltou a brilhar. Gerson e Kenedy fizeram um gol cada na partida e Edson completou. Com o resultado, o Tricolor segue em terceiro lugar no Campeonato Carioca.

O adversário era uma baba. Diante disso, o Fluminense tratou de resolver a fatura logo cedo. Em pouco mais de 15 minutos, mandou três bolas na rede do Bonsucesso. Primeiro, numa bela troca de passes, Gerson acertou uma bomba de longe e abriu o marcador. Pouco tempo depois, uma bola espirrada sobrou no pé de Kenedy e o garoto só tocou no canto. Tava fácil demais e, em cobrança de escanteio de Wagner, Edson cabeceou para ampliar. Pronto. Nem precisava de mais nada.

Depois disso, o jogo, naturalmente, teve uma queda no ritmo. O Bonsucesso sabia que não teria forças para reagir e o Fluminense também tinha essa percepção. Tanto que segurou o ritmo. Limitou-se a controlar a partida. Tirando um chutão de longe de Geovani que explodiu no travessão de Diego Cavalieri, a partida parecia um treino tricolor. O quarto poderia até ter saído quando Wellington Silva arrancou e, de frente para o crime, mandou nas mãos do goleiro Preto.

No segundo tempo, a maior atração foi o retorno de Gum. Logo aos três minutos, Giovanni sentiu um problema muscular e, sem opções para a lateral no banco, Cristóvão lançou o zagueiro pela primeira vez no ano. Em campo, Gerson era quem ditava o ritmo. Dos pés do menino talentoso, saíam as melhores jogadas. O apoiador fez belo lançamento para Wellington Silva mandar por cima do gol e também deu bom passe para Walter chutar, livre para fora.

Pouco antes do fim, Vinícius ainda acertou uma bola na trave, mas não chegou a fazer falta. A vitória já estava para lá de garantida.


Sem comentários