Em treino de duas horas, Cristóvão exige tecnicamente do elenco

Em treino de duas horas, Cristóvão exige tecnicamente do elenco

2Paulo Brito, direto das Laranjeiras

 

O treino de anti véspera do jogo contra o Horizonte foi voltado para trabalhos técnicos intensos. Cristóvão Borges, por mais de duas horas, exigiu dos atletas em uma atividade de posse de bola, seguido de um coletivo e, por fim, cruzamentos, finalizações e cobranças de pênalti.

Cristóvão parou o coletivo, de cerca de 30 minutos. a todo instante, orientando os jogadores do Fluminense quanto ao posicionamento com e sem a bola. Depois, comandou um treino de cruzamentos e, em seguida, de finalizações. Os atletas tinham de passar a bola para Cristóvão Borges. Ele pegava com a mão e alçava para o alto. Os atletas tinham de chutar sem deixar cair no chão. Por fim, Wagner, Conca, Sobis cobraram penalidades máximas.


Sem comentários