Arthur, desde cedo, frequenta categorias acima de sua idade e acumula convocações para seleções de base (Foto: Mailson Santana - FFC)

Visto como maior promessa atual da base do Fluminense, Arthur, de 15 anos, já tem um pré-contrato para assinar o primeiro vínculo profissional com o clube quando completar 16. Em casa, está sendo blindado e preparado para vingar com a camisa tricolor. A precaução se justifica. Empresário do jovem meia, Rodrigo Pitta confirma ter recusado propostas do exterior pela joia do Flu.

– O Arthur sempre chamou atenção desde muito novo. O mercado é cada vez mais precoce e já tínhamos recebido propostas para tirá-lo do Brasil, o que não era a nosso desejo agora. O clube, ciente de tudo isso, nos apresentou um planejamento de carreira elaborado pelo presidente Mario Bitencourt e pelo Paulo Angioni. Foram muitas conversas, sempre buscando o melhor para o atleta e também para o clube. Tenho certeza que o plano do clube é bom para o Arthur também – disse.

Desde cedo, Arthur jogou nas categorias acima de sua idade no Fluminense, além de frequentar as seleções brasileiras. Ele chegou ao clube em 2015. Ele até já treinará perto dos profissionais, fato que impressiona o agente. Na visão do empresário, toda a preparação, inclusive fora de campo, será importante para o moleque de Xerém conseguir vingar na carreira.

– Certamente é um dos mais novos a treinar com os profissionais aqui no futebol brasileiro. Existe uma expectativa grande, mas o cuidado também será na mesma proporção. Para que ele não queime etapas e possa aos poucos se ambientar com o universo do departamento de futebol profissional. Paralelamente, estamos investindo em sua formação e estudo de idiomas. A educação também é uma prioridade para a família – ponderou Rodrigo Pitta.