Empresário entrega “podres” de quando Renato Silva estava no Flu

Empresário entrega “podres” de quando Renato Silva estava no Flu

Renato Silva foi demitido do Fluminense após ser flagrado pelo uso de maconha no antidoping
Renato Silva foi demitido do Fluminense após ser flagrado pelo uso de maconha no antidoping

Renato Silva, hoje no Vasco, teve uma passagem meteórica e sem brilho quando passou pelo Fluminense. Contratado em 2007, o zagueiro ficou a maior parte do tempo na reserva e foi demitido após ser flagrado no exame antidoping pelo uso de maconha. Mas esse não era seu único problema. Quem entrega seus “podres” na passagem pelo Tricolor é seu ex-empresário, Mário César Zagallo, filho e Mário Jorge Lobo Zagallo.

Segundo Mário, o defensor cansou de arrumar problemas na noitada e chegou várias vezes bêbado para treinar.

– Desse eu desisti. E olha que ele já me pagou R$ 12 mil por mês, na época em que ele ganhava R$ 120 mil no Fluminense. Mas chega uma hora que o dinheiro não é tudo. Passei a receber ligações de madrugada com pedido de “me socorre aqui!”. Foram muitos problemas em boates. Houve casos em que ele chegou bêbado para treinar, tanto no Flamengo como no Fluminense. Depois, o salário dele caiu para R$ 15 mil por mês no Botafogo. Perdeu boas chances, era um bom zagueiro. Se tivesse disciplina, teria sido de ponta. Torço para que se firme no Vasco – disse.