Foto: Mailson Santana/FFC

Fred fará seu último jogo como atleta profissional no próximo sábado, diante do Ceará, no Maracanã, e se aposentará do futebol definitivamente. Um dos motivos que contribuiu para a decisão do atacante foi um problema no olho esquerdo chamado de “visão dupla”.

Mas o que é isso, afinal?”Visão dupla” é o nome popular para a diplopia, doença que faz com que a pessoa enxergue uma única imagem como se fossem duas. Pode ocorrer por diversos fatores, entre eles consequência da diabetes, infecções virais ou traumas.

Rubens Belfort Jr, professor titular no departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e membro da Academia Nacional de Medicina, explicou a diplopia em entrevista ao Jornal “O Globo”, comparando com um filme 3D, mas sem os óculos que ajudam na exibição.


— E o cérebro, que manda a ordem para os olhos trabalharem de forma harmônica, acaba se atrapalhando porque recebe duas informações diferentes sobre a mesma coisa, ao mesmo tempo. Ele não consegue trabalhar bem, é ruim, incômodo. A operação (para corrigir) não é no olho em si, e sim no músculo. É preciso enfraquecer o músculo ou fortalecê-lo. Como se a cirurgia fosse na rédea do cavalo e não no cavalo. Uma charrete não funciona bem quando um cavalo vai para um lado e o outro, na direção oposta. É preciso harmonia – explicou.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que o jogador tem o sintoma. Em 2020, ele operou o olho esquerdo e ficou cerca de um mês afastado dos gramados por conta disso. Desta vez, porém, Fred não deve passar por cirurgia.