Talvez a área mais criticada do Fluminense no que tange as finanças do clube, os Esportes Olímpicos (EOs) não tiveram bons números no ano passado, repetindo outras temporadas. A pandemia também contribuiu para este cenário.

Em balanço financeiro divulgado na noite passada, último dia do prazo previsto em lei, o Fluminense revelou que os EOs tiveram um déficit de R$ 14 milhões. Apesar disto, nada deve ser modificado na estrutura do clube.

Vale ressaltar que, além da tradição no Tricolor, os Esportes Olímpicos também possuem função estratégica importante na esfera política, pois os votos dos atletas costumam contribuir para eleger presidentes.