A atacante Sandy, a zagueira Mariana Guimarães e a lateral Nicole representaram o Tricolor na Seleção Brasileira Feminina Sub-17 pela primeira vez. A convocação fez parte da primeira fase de preparação para o Campeonato Mundial da categoria, que aconteceu entre 18 de julho e 1º de agosto, no Centro de Treinamento do Desportivo Brasil, em Porto Feliz, São Paulo.

Vestindo a camisa do Fluminense desde 2020, Sandy vive bom momento na equipe. Artilheira da Copa Nike com quatro gols, a atacante também balançou as redes durante o período de convocação. No primeiro jogo-treino com a Seleção, marcou um dos gols da vitória por 4 a 0 sobre o Independente de Limeira Sub-13, em Porto Feliz e na segunda atividade, contribuiu com dois gols na vitória por 7 a 1 contra o Futebol Feminino Campinas:

– Todas as jogadoras têm o sonho de um dia jogar na Seleção e essa era uma das minhas metas para este ano. Foi uma das maiores conquistas da minha vida. Um período de muito aprendizado, onde tive a oportunidade de fazer três gols nos dois amistosos que disputamos durante a convocação. Também pude conhecer pessoas que eu jogava contra, mas nunca tive a oportunidade de atuar junto.


A defensora Mariana Guimarães foi apresentada pelo Fluminense em abril. Feliz com a oportunidade, a atleta não escondeu a satisfação por realizar um sonho de criança:

– Jogar pela Seleção sempre foi um sonho. Cheguei recentemente ao Fluminense e por ter disputado poucos jogos, não imaginava que teria essa oportunidade tão cedo, mas acredito que seja reflexo da minha dedicação e também pela confiança que a comissão técnica depositou em mim nesses últimos meses. Muito gratificante tudo isso, significa um passo muito grande na minha carreira no futebol. Sigo com muito foco e determinada para contribuir com o clube.

Além da experiência e do aprendizado com a Seleção, Mariana destacou seu desenvolvimento e exaltou trabalho no Fluminense:

– Conheci pessoas incríveis e sei que estamos nos preparando muito bem para melhorar o cenário do futebol feminino no nosso país. No ano passado participei do Campeonato Carioca na categoria adulta e Sub-18 por dois times diferentes, o Boavista e o Heips, mas no Fluminense estou conseguindo desenvolver o meu melhor futebol – afirmou.

Com Nicole não foi diferente. No Fluminense desde o início da carreira no futebol, a lateral falou sobre a alegria de poder vivenciar esse momento:

– O Fluminense é o meu primeiro clube, sempre joguei em escolinhas de futebol. Estar na Seleção era um dos meus objetivos como atleta, mas não imaginava que seria tão rápido. Foi uma oportunidade incrível de mostrar o meu trabalho e uma alegria muito grande – disse.