Ex-dirigentes comentam rescisão de Ronaldinho Gaúcho

Ex-dirigentes comentam rescisão de Ronaldinho Gaúcho

tenorio1A Rádio Tupi entrevistou três personagens que até bem pouco tempo davam as diretrizes no Fluminense para comentar a saída de Ronaldinho Gaúcho. Os ex-vices de futebol, Ricardo Tenório e Sandro Lima, e o presidente da ex-patrocinadora do clube, Celso Barros falaram sobre o tema.

– Quando tinha a antiga patrocinadora os contratos eram feitos, alguns iam até o final e outros não, como é no futebol. Acho que foi feito uma aposta, mas não vingou. Não sei se gerou algum tipo de prejuízo, se resolveu o problema técnico que o time tinha – disse um ponderado Ricardo Tenório.

Sandro Lima, no entanto, foi duro, e disse que a briga com o Vasco pela contratação de R10 foi infantil

– Se isto aconteceu, foi de uma infantilidade a toda prova. Isto só demonstra que o clube hoje é mal administrado. Acho que o vice de futebol deveria vir a público explicar esta situação.

Por fim, Celso Barros, mandatário da Unimed, criticou a condução do departamento de futebol do Fluminense.

– A atual direção do Fluminense não causa surpresa. É uma situação que a gente tem vivido durante esse tempo. O Fluminense é o 12º time na tabela do Campeonato Brasileiro e já teve quatro técnicos durante a temporada. Se vai melhorar ou piorar, não sei, realmente é difícil. É um caos, complicada a situação que  vive hoje. Acho que os companheiros não têm muita credibilidade para estarem na direção do clube. Contrataram o Ronaldinho, acho ele um brilhante jogador, mas não estava em reais condições de ser contratado, não deu certo. Trouxeram-no para mostrarem que também são capazes. Estou perplexo com essa história, mas a direção é que é responsável por tudo isso que o clube está passando.


Sem comentários