Ricardo Pinto foi agredido nas Laranjeiras em 1996

Ex-jogador de Fluminense e Atlético-PR, Ricardo Pinto, vinte anos atrás, sofria uma grave agressão nas Laranjeiras. No encontro das duas equipes pelo Brasileiro de 1996, o goleiro, defendendo o time paranaense, comemorou a vitória por 3 a 2 batendo no peito, provocando a ira da torcida tricolor presente no estádio. O momento era tenso com o Flu lutando para não ser rebaixado à Segunda Divisão. Na confusão, o goleiro foi atingido com uma barra de ferro na cabeça e sofreu uma lesão no cérebro. Ele recorda o ocorrido e garante não ter traumas.

– Na verdade, hoje, tudo isso é minha história. Se são coisas boas ou não, eu interpreto como um passado em que eu lutei muito e em que eu, de certa forma, venci. Penso bastante, principalmente quando é jogo de Fluminense e Atlético Paranaense. São dois clubes onde eu joguei e não me incomoda porque sempre fui profissional. Por onde eu passei, tentei ser o mais digno possível, tentei dar o melhor que eu tinha e nunca foi um trauma para mim, sobretudo a alegria que eu tive de jogar tanto no Fluminense quanto no Atlético Paranaense. Então, não tive de superar nada. A única coisa que eu lamento é que os dois clubes, naquele momento, perderam muito – disse.

Ricardo Pinto defendeu o Fluminense entre 1987 e 1992. Depois, passou pelo Atlético-PR de 1995 a 1997. O ex-goleiro garante não se arrepender por ter comemorado a vitória de sua equipe naquela ocasião.

– O Fluminense nunca me deveu nada, nunca deixou de me pagar nada, mas, naquele momento, eu estava trabalhando para o Atlético Paranaense. E sempre fui profissional. Podem me acusar de um monte de coisa, mas nunca vão poder me acusar de não ter sido profissional. Sempre trabalhei muito, sempre treinei muito. Então, acho que eu comemorar uma vitória, éramos líderes do Campeonato Brasileiro naquele momento, em 96, e não estava comemorando outra coisa. Estava comemorando meu sucesso. Então, acho normal, sim, eu ter comemorado. Muito anormal foi o pouco caso da CBF e, sobretudo, o pouco caso do próprio Fluminense por não ter se preparado, a nível de segurança, para poder acolher um jogo tão importante – recorda.

Sobre o atual momento dos dois clubes, Ricardo Pinto garante torcer para ambos conseguiram a tão sonhada classificação para a Libertadores de 2017. O ex-goleiro vê merecimento nos dois times para alcançar o objetivo.

– O Atlético está ali brigando para ficar entre os seis, para disputar a Libertadores, e o Fluminense ainda tem essa chance. Então, torço para que os dois consigam a classificação para a Libertadores porque são dois grandes clubes, têm duas grandes torcidas e acredito que sejam merecedores – finalizou.

Pelo Fluminense, Ricardo Pinto jogou 232 partidas e foi campeão da Taça Guanabara em 1991 e 1993 e da Taça Rio em 1990.

Ricardo Pinto ganhou duas Taças Guanabara e uma Taça Rio pelo Fluminense
Ricardo Pinto ganhou duas Taças Guanabara e uma Taça Rio pelo Fluminense

Notícias pelo Messenger Notícias pelo Messenger