Investigadores foram ao hotel atrás de Ronaldinho (Foto: Divulgação)

Ronaldinho Gaúcho, ex-jogador que se aposentou após passagem pelo Fluminense, está envolvido em uma polêmica no Paraguai, onde foi detido por, supostamente, entrar no país usando passaportes falsos, nos quais teriam cidadania paraguaia. Seu irmão e empresário Assis também passa pelo mesmo problema.

Investigadores entraram na suíte presidencial do Hotel Yacht y Golf Club, onde Ronaldinho estava hospedado, e encontraram dois passaportes adulterados. Um estava no seu nome e outro no de Assis.

O ministro do interior do Paraguai, Euclides Acevedo, informou que a lei será cumprida. O jogador só não foi detido no aeroporto ao chegar para não se criar um alarde. Ele e o irmão estão sob custódia e irão depor na manhã desta quinta-feira. Wilmondes de Souza Lira, responsável por fornecer os passaportes, é outro que está detido.

Ronaldinho chegou ao país na quarta-feira para o lançamento de seu livro “Gênio da vida”. Ele ainda participaria do lançamento de um programa social destinado a crianças organizado pela Fundação Fraternidade Angelical.

Suposto passaporte falsificado de Ronaldinho