Barricadas com pichações identificando facção criminosa podem ser vistas nos arredores do CT (Foto: Uol)

Por mais que o centro de treinamento Pedro Antonio seja o orgulho da atual gestão do Fluminense, a falta de segurança em seus arredores causa grande preocupação. Ao mesmo passo que é bonito e moderno, localiza-se numa área de risco e confrontos. Segundo reportagem do site Uol, a facção criminosa “Comando Vermelho (CV)” chegou, inclusive, a criar um código para os jogadores do clube entrarem com segurança no CT.

As ordens são claras. Jogadores, dirigentes, membros da comissão técnica etc devem seguir procedimentos em seus carros ou táxis quando estiverem nas ruas próximas ao local de treino a fim de serem identificados. Eles devem ligar o pisca-alerta , acender a lanterna e andar em baixa velocidade. Assim, facilitará aos criminosos saber de quem se trata e evitar problemas nos arredores do local.

De acordo com o Uol, três jogadores, um funcionário e um segurança que atua no CT confirmaram o caso.

Perto do CT, é possível ver barricadas e pichações com as iniciais da facção criminosa.

Segundo especialistas de segurança pública, o local é considerado de alto risco, pois se apresenta como principal rota de fuga dos bandidos da Cidade de Deus em situações de conflito com a polícia, outras facções e milicianos.