(Foto: Divulgação - Conmebol)

Oito anos depois da última participação, o Fluminense voltou a disputar a Libertadores. E, no seu segundo jogo fora de casa na fase de grupos, mais uma vez sofre com indefinições na Colômbia. Para pessoas ligadas à Conmebol, o sentimento que tal situação acontece até pela ausência nas edições mais recentes da competição.

Contra o Independiente Santa Fe, o Fluminense foi para Bogotá e, por conta de medidas restritivas referentes à pandemia do novo coronavírus, teve de se deslocar para Armenia. Agora, vive a indefinição se o jogo contra o Junior será mesmo em Barranquilla por conta dos protestos na Colômbia.

A leitura das pessoas ligadas à Conmebol dá conta que clubes com participações constantes já possuem um trato melhor e, dificilmente, conviveriam com tantas indefinições, segundo publica o site Uol.

O River Plate, da Argentina, por exemplo, enfrentará o Independiente Santa Fe, em Assunção, num campo neutro, em vez de atuar na Colômbia.