Foto: Mailson Santana/FFC

Marlon agora é, definitivamente, jogador o Barcelona. O clube espanhol tinha até o meio do ano para exercer o direito de compra, previsto no contrato de empréstimo do zagueiro do Fluminense, mas se antecipou.

Os dirigentes catalães já iniciaram o processo de troca de documentação com o Tricolor para ficar com o defensor. A compra seria obrigatória caso Marlon disputasse pelo menos 45 minutos de cinco partidas com o time principal na temporada. Para exercer o direito de compra, o Barcelona teria que desembolsar € 6 milhões (R$ 21 milhões), mas o valor deve diminuir por conta de uma dívida do Fluminense com o Barça.

Comprando o brasileiro ainda este ano, o Barça não teria que pagar € 2 milhões (R$ 7 milhões) variáveis nos dois anos seguintes, que estavam previstos em contrato caso a decisão fosse tomada no fim do prazo e o atleta cumprisse algumas metas.