(Foto: Mailson Santana/FFC)

Fluminense e Flamengo decidem o título da Copa do Brasil Sub-17, na noite desta sexta-feira, às 20h, no Maracanã. No jogo de ida, a partida terminou empatada por 1 a 1. A partida de volta estava marcada para o dia 11, mas foi remarcada para o dia 21 após um surto de caxumba afetar os atletas do rubro-negro – que já solicitou um novo adiamento.

Em meio a indefinição da partida decisiva, que pode ser adiada para 2019, a única certeza é que a final terá os holofotes para os camisas 10: Marcos Paulo, do Fluminense, e Reinier, do Flamengo. Donos de multas exorbitantes ainda na base, a dupla já entrou no radar de gigantes clubes da Europa.

Marcos Paulo, que tem multa rescisória avaliada em R$ 205 milhões, ganha cada vez mais notoriedade na base tricolor. Um dos pilares da “geração de ouro” de 2001, o garoto já teve oportunidades pelo sub-20 e profissional – ficando no banco em uma partida do Brasileirão. O camisa 10 já despertou o interesse da Juventus (ITA) e segue no radar de clubes italianos.

– Marcos Paulo é produto de Xerém, chegou no Fluminense com 11 anos e veio passando pelo processo. Com alguns jogadores a gente consegue acelerar o processo. Ele teve um ano de muitas oportunidades, se destacou no sub-17 no primeiro semestre, faz uma Taça BH muito boa, sobe para o sub-20, jogou o Brasileiro da categoria. Foi ao profissional, ficou no banco em uma partida, agora volta para uma Copa do Brasil. Um ano riquíssimo para a formação dele, que vem demonstrando uma humildade e capacidade de assimilação. Isso vai beneficiar a carreira dele, seja aqui ou fora – disse o técnico Eduardo Oliveira.

Já Reinier, que tem multa avaliada em R$ 309 milhões, é considerado pelo departamento de observação de vários clubes europeus como o melhor jogador sub-16 do mundo. A Juventus (ITA) e Roma (ITA) monitoram a situação do jovem atleta, que tem status de joia no Flamengo. Na Espanha, o Real Madrid (ESP), na mesma ideia de negociação de Vinicius Junior, também tem o garoto na mira.