Foto: Lucas Merçon - FFC

Coordenador da fisiologia do clube, Juliano Spineti explicou, em entrevista ao site oficial do Fluminense, o trabalho desenvolvido no intervalo entre os jogos e a integração entre os departamentos do clube, que são fundamentais para prevenir as lesões dos atletas.

Segundo o próprio, a cada partida é feita uma análise individual dos jogadores para monitorar a resposta do corpo à carga a que ele foi submetido dentro de campo. Caso o atleta esteja perto do seu limite, a recomendação é sempre poupar e fazer um trabalho específico.

– Uma temporada atípica como essa muda nosso trabalho em vários aspectos. Primeiro, nós temos que estar muito atentos não só em quem vem jogando, mas como em quem tem atuado menos. Esses atletas vão precisar entrar, porque a congestão de jogos é maior. Eles têm que estar preparados para serem utilizados, na intensidade e na carga. O processo de recuperação muscular é fundamental, porque o intervalo entre os jogos é muito curto. Então a gente precisou aprimorar as técnicas de recuperação e a análise dos jogadores. Essa integração entre os departamentos é fundamental. Após os jogos, a gente analisa cada caso e, se necessário, já sinaliza à comissão técnica e ao departamento médico – disse Juliano.