(Foto: Divulgação/FFC)

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o presidente Mário Bittencourt, que completou dois anos de gestão à frente do Fluminense no último dia 10 de junho, respondeu uma série de questões da imprensa, detalhando e atualizando alguns casos que os torcedores tricolores estavam sem notícias.

O mandatário contou que o clube verde, branco e grená ainda tem valores a receber pelas vendas de Orejuela e Evanilson para o Querétaro, do México, e o Porto, de Portugal, respectivamente. Ambos os casos, porém, estão sendo tratados com cautela pelo Flu, que tem acordo e boa relação com os clubes.

– Eles (LDU) venderam o Orejuela para o Querétaro. A gente tinha que receber US$ 1,5 milhão, mas o clube mexicano teve dificuldade e nos fez uma proposta para pagar em dez parcelas – era à vista. Aceitamos e estamos recebendo gradativamente. Sobre o Evanilson, o Porto só pagou 50% da primeira parcela porque passa por dificuldades financeiras também, assim como quase todos os clubes no mundo. Devem pagar a outra metade da primeira parcela em breve. Mas eles têm boa relação conosco. Optamos em não ajuizar, porque há custo financeiro e porque temos boa relação. E da mesma forma que esperamos que nossos credores tenham paciência, nós também temos um nível de compreensão. Temos certeza que, aos poucos, vamos recebendo – salientou.