Flu anuncia livros que estarão em seu estande na Bienal

Flu anuncia livros que estarão em seu estande na Bienal

Evento marcará lançamento do livro "Guerreiros Lance a Lance"
Evento marcará lançamento do livro “Guerreiros Lance a Lance”

O Fluminense anunciou os livros relacionados ao clube que estarão dispostos para venda em seu estande na Bienal do Livro, evento que acontecerá do dia 29 de agosto a 8 de setembro no Rio Centro, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Além do lançamento do livro “Guerreiros Lance a Lance”, mais de 25 publicações estarão à venda no evento.

Confira os títulos que poderão ser adquiridos na Bienal:

– “As Laranjeiras Imortais” (Marcelo Meira)

– “A verdadeira Máquina Tricolor: A história do time que ganhou o Campeonato Brasileiro de 1984 e o tricampeonato carioca de 1983-84-85” (Sergio Trigo)

– “Carioca de 1971: A verdadeira história da vitória do Fluminense sobre a Selefogo Alvinegra” (Eduardo Coelho)

– “Castilho” (Antônio Carlos Teixeira)

– “Cidadania Tricolor – Porque o Fluminense somos todos nós” (Dhaniel Cohen)

– “Crônicas do Tetra” (Gustavo Albuquerque)

– “Do inferno ao céu: a história de um time de guerreiros” (Paulo-Roberto Andel)

– “Duas vezes no céu – Os campeões do Rio e do Brasil” (Paulo-Roberto Andel)

– “Fluminense (meu) Eterno Amor” (Marcelo Pitanga)

– “Fluminense para Jovens Tricolores” (Celso Taddei, Chico Soares e Rodrigo Macedo)

– “Fluminense tetracampeão – O livro oficial da conquista” (Dhaniel Cohen, Heitor D’Alincourt, João Boltshauser e Carlos Santoro)

– “Fluzão é Tetr4! – A saga dos quatro títulos inesquecíveis” (João Marcelo Garcez)

– “Guerreiros desde 1902 – 110 jogos inesquecíveis” (Dhaniel Cohen, Heitor D’Alincourt, João Boltshauser e Carlos Santoro)

– “Guerreiros lance a lance” (Dhaniel Cohen, Heitor D’Alincourt, João Bolsthauser e Carlos Santoro)

– “Meu Pequeno Tricolor” (Evandro Mesquita)

– “O dia em que me tornei Fluminense” (Beto Silva)

– “O Fluminense me domina” (Heitor D’Alincourt)

– “O Maquinista: Francisco Horta e sua inesquecível Máquina Tricolor” (Marcos Eduardo Neves)

– “O time do meu coração” (Alexandre Simões)

– “Os 10 mais do Fluminense” (Roberto Sander)

– “Preguinho – Confissões de um Gigante” (Waldir Barbosa Jr.)

– “Sou do clube tantas vezes campeão” (Eduardo de Ávila)

– “Taça de Prata de 1970: O Campeonato Brasileiro mais difícil de todos os tempos, conquistado pelo Fluminense” (Roberto Sander)

– “Waldo, o artilheiro” (Valterson Botelho)

– “1952 – Fluminense Campeão do Mundo” (Eduardo Coelho)

– “1995: O Campeão do Centenário” (Paulo-Roberto Andel)

– “20 Jogos eternos do Fluminense” (Roberto Sander)