Henrique fez parte da polêmica lista de jogadores dispensados por WhatsApp (Foto: Lucas Merçon - FFC)

No dia 8 de julho, a Justiça determinou que o Fluminense pagasse uma dívida de R$ 12.597.167,82 com zagueiro Henrique, atualmente no Coritiba. O clube tinha o prazo de 48 horas para cumprir com a determinação, senão sofreria penhora de alguns bens. Nesta quarta-feira, o clube recorreu.

A garantia dada pelo Fluminense foi a sua sede, Laranjeiras. O NETFLU apurou que essa opção é de praxe, inclusive em outras gestões. É necessário, segundo o clube, dar um imóvel e, nesse caso, entra a sede histórica como o maior patrimônio financeiro, estipulado em mais de R$ 320 milhões.

O NETFLU obteve o documento com exclusividade

Vale lembrar que a dívida com o zagueiro é em relação ao pagamento das férias e 13º de 2016, salário de novembro de 2017, férias e 13º de 2017 e premiação pela conquista da Primeira Liga, além de atraso no FGTS.