Em jogo válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense ficou no 0 a 0 diante do Ceará, na noite desta quarta-feira, em São Januário. A equipe tricolor teve postura ofensiva, procurou o tempo inteiro e parou na retranca cearense e num gol mal anulado nos primeiros minutos.

Com uma formação diferente, o Fluminense tomou conta das ações ofensivas do jogo. Roger Machado optou por mandar a equipe com Fred, Luiz Henrique e Caio Paulista na frente e sem meia de origem, com Gabriel Teixeira no setor. Não demorou e o Tricolor teve um gol mal anulado. Numa batida de Luiz Henrique, o zagueiro adversário cortou errado e sobrou para Caio Paulista, impedido no momento do chute, guardar. O defensor, no entanto, atacou a bola e o VAR orientou de maneira equivocada o árbitro catarinense a invalidar a jogada. Um novo lance foi criado pelo erro técnico do jogador cearense, algo ignorado pelos profissionais do apito em campo e na cabine.

Mas o Flu seguia melhor em campo. Os dois pontas tinham boa movimentação. Biel, pelo meio, chegava bem, mas errava nas tomadas de decisão. Antes dos 20 minutos, no entanto, veio um enorme problema para a partida e, possivelmente, sequência de compromissos. Fred sentiu um problema na coxa direita e precisou ser substituído. Lucca entrou em seu lugar.

Na volta para a segunda etapa, o Tricolor seguiu com a mesma disposição. Caio Paulista, principal ofensiva desde o primeiro tempo, obrigou o goleiro Richard a fazer duas excepcionais defesas em menos de cinco minutos.

O Flu seguiu pressionando, mas sem conseguir criar novas situações claras. O técnico Roger até tentou com as entradas de Nenê e Cazares nos lugares de Yago e Luiz Henrique, respectivamente. Ainda assim, não foi suficiente para superar o bloqueio do time nordestino.

No sábado, o Tricolor volta a campo diante do Sport, na Ilha do Retiro.

O Fluminense jogou com: Marcos Felipe, Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro e Egídio; André (Martinelli, 31′ do 2ºT), Yago (Nenê, 31′ do 2°T) e Gabriel Teixeira; Caio Paulista, Luiz Henrique (Cazares, 31′ do 2°T) e Fred (Lucca, 19′ do 2°T).