Se a cúpula de futebol do Fluminense tem dificuldades para conseguir negociar bem seus atletas, o mesmo não se pode dizer a respeito do departamento jurídico do clube. Desde que Mário Bittencourt assumiu a presidência, o Tricolor já conseguiu recuperar uma quantia milionária, equivalente a quatro patrocínios masters.

Trocando em miúdos, o NETFLU apurou que, em 20 meses, o departamento jurídico tricolor levantou R$ 45 milhões. Isso foi possível baseado em acordos com a Procuradoria. A quantia foi, em sua maioria, destinada para o pagamento de impostos. Flu conseguiu, por exemplo, diminuir dívida trabalhista e civil de R$ 140 milhões para R$ 120 milhões. Houve também a recuperação de quase R$ 3,5 milhões num processo que corria na Fifa e congelava parte de uma verba a ser recebida.

Por fim, o site número um da torcida tricolor apurou que, em breve, o presidente do Fluminense deverá se manifestar sobre a situação em entrevista coletiva ou expor dados numa reunião do Conselho Deliberativo (CDel).

Vale lembrar que orçamento do clube para esta temporada, só para efeito de comparativo, prevê cerca de R$ 35 milhões em patrocínios. O Tricolor, no entanto, apesar de participação na fase de grupo da Libertadores e nomes de peso no elenco, não conseguiu um patrocínio master ainda.