O Fluminense está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Num jogo que parecia tranquilo, o Tricolor deu susto no fim e perdeu por 2 a 1, de virada, para o Bragantino, na noite desta quarta-feira, no Nabi Abi Chedid. Como havia vencido a ida de 2 a 0, está classificado. Nenê, em linda cobrança de falta, abriu o marcador para o Flu. O Braga virou com dois de Hurtado.

Em casa e com a desvantagem de ter perdido na ida, o Bragantino tentou tomar a iniciativa no começo da partida. O Fluminense, porém, dava poucos espaços. Tanto que o time paulista ameaçava unicamente em chutes de longa distância, como um de Claudinho, que passou por cima, e outro de Jadsom, já no fim do primeiro tempo bem defendido por Marcos Felipe.

Já o Tricolor buscava as saídas rápidas explorando os espaços dados pelo adversário. As principais armas estavam nas pontas, com Caio Paulista arrancando pelo direito e Gabriel Teixeira, pelo esquerdo. As melhores oportunidades da primeira etapa, inclusive, foram do Flu. Biel, em sobra após cobrança de escanteio, bateu para fora. No lance mais bonito, Martinelli arrancou e finalizou colocado da meia-lua. O goleiro Julio Cesar ficou só rezando e viu a pelota passar raspando.

Na etapa final, o ritmo de ambas as equipes caiu um pouco, mas foi o Fluminense quem deu o cartão de visita primeiro. Em cobrança de falta espetacular, Nenê acertou o ângulo e encaminhou a classificação. Ao Braga não restava mais nada a não ser se lançar à frente com tudo. Ytalo chegou a parar numa grande defesa de Marcos Felipe, mas o goleiro tricolor nada pôde fazer quando Hurtado, livre, cabeceou com força aproveitando cruzamento após batida rápida em falta ensaiada pela ponta esquerda.

Aí o Flu passou a jogar com o regulamento debaixo do braço. Segurou a bola na frente quando a teve e segurou nos momentos em que o Braga tentou pressionar. Teve direito a susto no fim. Mais uma vez, Hurtado marcou aos 42. Então, a equipe comandada por Roger Machado tratou de fechar a casinha para evitar uma tragédia. O técnico, inclusive, promoveu a estreia de David Braz no lugar de Nenê para ter mais um homem lá atrás.

O Fluminense jogou com: Marcos Felipe, Samuel Xavier, Manoel, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago e Nenê (David Braz, 45′ do 2ºT); Caio Paulista (Kayky, 29′ do 2ºT), Gabriel Teixeira (Luiz Henrique, 29′ do 2ºT) e Fred (Abel Hernández, 16′ do 2ºT).