Flu pede para torcida e jogadores abandonarem “Talibã Tricolor”

Flu pede para torcida e jogadores abandonarem “Talibã Tricolor”

O sucesso da campanha “Talibã Tricolor”, criada por um grupo de torcedores para protestar contra o erro de arbitragem na partida diante do Emelec-EQU, no Equador, acabou contagiando os jogadores também. Primeiro Thiago Neves, depois Fred, Rhayner e Michael também postaram fotos com parte do rosto encoberto pela camisa do Flu.

Mas a empolgação não agradou a diretoria do Fluminense. Em comunicado oficial, o clube desautorizando a campanha “talibã tricolor”, pedindo que os atletas e torcedores abandonem a ideia, pois ela seria uma espécie de “apelo à violência”.

Confira a nota:

O Fluminense Football Club tomou conhecimento do movimento que alguns torcedores fazem para o jogo contra o Emelec no Rio, e vem a público para pedir pela racionalidade, pela reflexão um pouco mais demorada. Certamente, a intenção de quem iniciou o movimento e de quem entrou nele não é aquela que a imagem do talibã transmite: a imagem de terroristas no lugar da imagem de sadios guerreiros. Por isso, o Fluminense Football Club desautoriza a campanha e pede que os seus atletas e toda a sua torcida a abandonem. A nossa história e o coração dos guerreiros que a constroem todos os dias, nos gramados daqui, do mundo e fora deles, não somam e não concordam com o apelo à violência e à agressão.