Flu precisa de alta quantia até o fim do ano para dívida...

Flu precisa de alta quantia até o fim do ano para dívida não crescer

Jackson diz que último orçamento previa grande déficit e ele terminou pequeno
Jackson diz que último orçamento previa grande déficit e ele terminou pequeno

Com um buraco de R$ 3 milhões por mês previsto no orçamento para 2014, o Fluminense precisará buscar ou cortar seus gastos em R$ 36 milhões para não fechar o ano aumentando a sua dívida. Isso sem contar os R$ 45 milhões estipulados para a construção do CT do elenco profissional na Barra da Tijuca, cujo prazo final para as obras é 2016.

A solução pode ser a venda de jogadores, mas as jovens revelações vistas com potencial como Michael, Kenedy, Marcos Júnior e Biro Biro estão longe de ter o destaque no momento que leve a crer que eles possam ser vendidos por um alto valor.

– O orçamento que foi aprovado pelo Conselho Deliberativo tem um déficit elevado. O do ano passado previa um déficit de R$ 30 milhões e fechamos com R$ 3 milhões negativos apenas. Nosso orçamento é extremamente transparente e real. Não contém o que esperamos ter com transferência de direitos econômicos, por exemplo. Não sei quem estará valorizado lá na frente – explicou o assessor da presidência do Fluminense, Jackson Vasconcelos, completando:

– A gente até poderia botar no orçamento uma previsão de R$ 40 milhões em vendas de atletas. Mas aí poderíamos chegar em dezembro e ter conseguido só metade disso. O Conselho diria que estouramos orçamento em R$ 20 milhões, mas não teria estourado e, sim, feito errado antes.


Sem comentários