(Foto: Divulgação - FFC)

Como já se anunciava, o Flu terá que fazer escala em sua viagem de volta para o Rio. Depois de ir para Barranquilla e ser obrigado a fazer uma nova viagem para Guayaquil, local que receberá o confronto contra o Junior (COL), remarcado pela Conmebol, o Fluminense também terá que voltar para a Colômbia de novo em sua viagem de volta.

Depois da partida no Equador, o Tricolor precisará retornar para Barranquilla para embarcar em um voo já fretado para retornar ao Rio de Janeiro. A diretoria verde, branca e grená ainda tentou a liberação com as autoridades locais para que o voo saísse vazio da Colômbia e buscasse a delegação em Guayaquil.

No entanto, voos fretados precisam ser do país de origem ou de destino, de acordo com as leis da Colômbia. Como a aeronave é brasileira, não poderá fazer o trajeto Colômbia-Equador. Sendo assim, o Fluminense terá que gastar cerca de R$ 1 milhão pela segunda semana seguida em voos fretados.

A partida contra o Junior, que seria às 19h, em Barranquilla, foi reagendada para às 21h, em Guayaquil. Essa já é a segunda vez que o Flu é obrigado a fazer duas viagens para realizar uma partida. Na semana passada, foi para Bogotá e Armênia para enfrentar o Santa Fe (COL).