(Foto: Reprodução)

A luta continua nos bastidores. A cúpula do Fluminense, encabeçada pelo presidente Mário Bittencourt, segue buscando regularizar suas Certidões Negativas de Débitos (CNDs) para investir em projetos incentivados com foco, principalmente, em Xerém. Além disso, valores disponibilizados podem ser utilizados na ideia de restruturação das Laranjeiras.

NETFLU apurou que a ideia da diretoria tricolor é regulamentar a situação com os valores que ainda têm a receber por negociações, cotas de televisão e, pensando de forma otimista, premiações por classificações longas na Copa do Brasil e Libertadores, sobretudo. Acordos jurídicos também continuam sendo costurados para oxigenar o fluxo de caixa, possibilitando o pagamento de dívidas.

Quando estiver com a certidão em mãos, o Tricolor poderá voltar a firmar contratos públicos, como patrocínios, por exemplo, e participar de projetos incentivados, tais quais investimentos nos esportes olímpicos, CT de Xerém, sede social e o estádio de Laranjeiras.

O Flu também busca investidores para os seus projetos e só conseguirá arrumá-los se tiver as CNDs regularizadas. Possibilidades de patrocínios com maior exposição do time em competições importantes é outro fator que faz os cartolas do Fluminense acreditarem que, até o final do ano, a certidão será conquistada.