Fluminense já conseguiu reduzir mais de R$ 18 milhões anuais com salários

Clube se desfez de 36 jogadores

(Foto: Nelson Perez/FFC)

Apenas cinco contratações em 2017 e saída de 36 jogadores, entre vendas, empréstimos e rescisão. Este planejamento fez com que o Fluminense economizasse R$ 18,3 milhões anuais com a folha salarial.

Nesta temporada, os reforços foram o lateral-direito Lucas, o lateral-esquerdo Marlon, o volante Richard e os atacantes Romarinho e Robinho. A única compra, realizada com o dinheiro da venda de Richarlison, foi a do último, cerca de R$ 7,5 milhões por 55% dos direitos econômicos. Por mais que tenham se apresentado em janeiro, os equatorianos Sornoza e Orejuela foram contratados no ano passado.

No quesito saídas, no entanto, a lista é extensa. As rescisões de Osvaldo (Sport), Cícero (São Paulo), Danilinho (Vitória), Alexis Rojas (Sportivo Luqueño), Claudio Aquino (Unión de Santa Fé) e William Matheus (Coritiba) foram as que mais aliviaram a folha salarial. Entre os emprestados, 80% do valor ainda gasto com salários é dividido entre Wellington Paulista (Chapecoense), Giovanni (América-MG), Felipe Amorim (América-MG), Dudu (Al Ohud) e Wellington Silva (Bahia).