copaO Fluminense estreia na Copa do Brasil nesta quinta-feira, contra o Horizonte, no Ceará. O objetivo de todo grande clube nas fases iniciais da competição, e não é diferente com o Tricolor, é eliminar o jogo da volta. Mas o retrospecto pesa contra a equipe carioca.

Vencedor da Copa do Brasil em 2007 e vice duas vezes, o Flu não tem muito o costume de eliminar a partida da volta na primeira fase. Em 15 oportunidades, conseguiu atingir a meta apenas cinco vezes.

O regulamento passou a prever a não realização da partida de volta em 1995, ano em que o Fluminense não participou do torneio de mata-mata. Era necessário, na época, alcançar diferença de três gols no primeiro duelo. Na edição seguinte, com a equipe atualmente dirigida por Renato Gaúcho presente, o requisito baixou para dois gols. E vencer o CRB, em Maceió, por 4 a 1, foi o suficiente.

A lista do sucesso contempla ainda os confrontos com o Santa Cruz-PB (1997), o ABC (1998), o Caxias-SC (2004) e o CENE (2006). O curioso é que, na edição de 2007, a do título, com Renato no comando, o time carioca precisou jogar em casa para superar o América-RN. É com conhecimento de causa, portanto, que o treinador trata do assunto com o grupo.

A mesma estatística mostra um alento: o Flu só perdeu em duas estreias. Em 2002, foi derrotado pelo Sampaio Corrêa por 2 a 1 e, em 2005, pelo o Campinense por 1 a 0. Em suas outras 17 participações, venceu 11 e empatou quatro.


Sem comentários