1A direção do Fluminense trabalha num amplo projeto para tornar o seu centro de treinamento em Xerém completamente sustentável do ponto de vista ambiental. O clube estuda utilizar a captação de água da chuva para o aproveitamento de energia solar, com tecnologia oriunda da Alemanha, expert nesta prática.

Uma das ideias do é utilizar a eletricidade gerada por painéis de absorção para diminuir o gasto de luz. As placas viriam do país europeu bancadas por tricolores abnegados, que custeariam o projeto. A inovação, no entanto, ainda está em fase de estudos.

– Estamos estudando o uso de células fotovoltaicas (painéis de absorção) para usar energia solar na refrigeração de todos os apartamentos, além da área externa e interna do CT. Posteriormente, podemos usar no refrigerador da cozinha, bombas e outras coisas, mas isso tudo são projetos. Estudamos as possibilidades em busca de redução de custos, sempre atrás de um desenvolvimento sustentável – explicou o diretor de sustentabilidade do Fluminense, Luiz Carlos Rodrigues.

Um dos próximos passos é a troca das lâmpadas de mercúrio por outras, de LED, mais econômicas e ‘limpas’, porém o Tricolor também tem outros planos para o CT.

– Em Xerém estamos agora com uma possibilidade de trocar o aquecimento a gás dos chuveiros por aquecimento solar. Estudamos a possibilidade de captação da água da chuva para usar menos bombeamento de água de subsolo, tendo um custo mais baixo e usar uma água que é desperdiçada – explicou Luiz.


Sem comentários