Modelo masculino

Nesta quinta-feira, o Fluminense emitiu um comunicado oficial em resposta ao programa “Os Donos da Bola”, da Rede Bandeirantes, sobre o lançamento do terceiro uniforme do Tricolor na última quarta. Na figura de seu apresentador, Edilson Silva, a camisa foi classificada como “pano de chão” e o mesmo disse parecer “falsificada”. Confira na íntegra a resposta oficial do Tricolor:

“Em resposta aos comentários realizados pelo apresentador Edilson Silva, do programa “Os Donos da Bola”, da Rede Bandeirantes, o Fluminense Football Club lamenta a forma desrespeitosa usada pelo mesmo para falar do lançamento da terceira camisa do clube, produzida pela Under Armour – uma marca global, referência em inovação e criação de material esportivo.

Ao fazer comentários que atingem uma instituição centenária e representativa no futebol brasileiro e mundial, o apresentador é desrespeitoso com o Fluminense, com a Under Armour e com a torcida tricolor. Além de demonstrar preconceito e incentivo à pirataria, mostra-se consideravelmente desinformado.

Ao dizer que a nova camisa virará “pano de chão”, o apresentador indica desconhecer que, em seu primeiro dia de vendas, foi um sucesso em todos os locais em que foi exposta. Nossa loja recebeu solicitação do produto para venda em 21 estados. Os comentários atacam, ainda, de forma descabida, o Conselho Deliberativo do clube, que aprovou todos os uniformes da nova coleção, como prevê o estatuto.

Sem qualquer base ou apuração dos fatos, o apresentador cita ação judicial e dívida entre empresa e Fluminense. Erra flagrantemente! Não existe nenhum processo contra a fornecedora. O clube nega que haja qualquer dívida ou litígio com a Under Armour.

Por último, mas não menos equivocado, o apresentador, como se expertise tivesse em moda, desqualifica o produto, diz que parece “falsificado”, e incentiva, de forma preconceituosa, que o torcedor busque-os em “mercados populares”, como se esses fossem um centro de pirataria.

O Fluminense Football Club, no caminho da correção dos fatos, sempre esteve à disposição da imprensa para dar todas as informações pertinentes sobre qualquer assunto. A apuração junto ao clube evitaria o tratamento equivocado e o achincalhe à centenária instituição Fluminense e à empresa Under Armour”.