Luis Augusto Simon, o Menon, que assina um blog no portal Uol, resolveu fazer chacota com o Fluminense. Em sua última postagem ironizou o arquivamento do processo que julgaria o pedido de impugnação do Fla-Flu disputado em Volta Redonda no dia 13 de outubro. Confira o escárnio que o jornalista faz:

“Se um torcedor do Fluminense for contar ao filho sobre as grandes glórias do clube e citar o gigante Marcos Carneiro de Mendonça, é capaz de o garoto pensar em um advogado, desembargador ou membro do STJD. A ligação é muito grande entre clube e homens que julgam. Por isso, doi na alma ver tamanha traição.

O STJD negou pedido ao Flu. O gol impedido contra o Flamengo continuará sendo um gol impedido.

Não haverá outro jogo.

A tática de buscar interferência externa nos tribunais para justificar interferência externa no jogo não deu certo. O placar construído no campo continuará válido

Triste.

O Fluminense sem STJD é

Romeu sem Julieta

Isolda sem Tristão

Dona Flor sem Vadinho e Theodoro

É Sinatra sem voz

Paulinho sem Viola

Rio sem Cristo

Paris sem torre

Londres sem pub

Franca sem basquete

Hortencia sem mira

Dostoievski sem editor

Goiabada sem queijo

Guga sem sorriso

Temer sem golpe

Rembrandt sem dedo

Claudinho sem Bochecha

Pizza com ketchup

Trump sem topete

Rita Cadillac sem bunda

Frida Khalo sem Diego Rivera (nesse caso, não. A relação entre eles nunca foi harmoniosa como Flu e tapete).”