Fluminense tem atuação desastrosa e perde para reservas do Bota

Fluminense tem atuação desastrosa e perde para reservas do Bota

Conca criou as melhores jogadas do Fluminense (Foto: Photocamera)
Conca criou as melhores jogadas do Fluminense (Foto: Photocamera)

Em dia para se esquecer, o Fluminense teve atuação desastrosa e conseguiu perder por 3 a 0 para os fracos reservas do Botafogo, na tarde deste domingo, no Maracanã. Com o resultado, o Tricolor ficou na segunda colocação do Campeonato Carioca com 22 pontos, três a menos que o líder Flamengo. Henrique, duas vezes, e Bolatti marcaram para o Alvinegro. Fred ainda desperdiçou pênalti no fim.

O jogo começou com um fato inusitado. Antes mesmo da bola rolar, o árbitro João Batista de Arruda arrumou um jeito de aparecer e deu cartão amarelo para Diego Cavalieri por ele marcar a pequena área (melancia no pescoço também funciona, juizão!). Com a bola rolando, o Fluminense demonstrou mais qualidade que os reservas do Botafogo.

No meio de campo, Conca comandava as ações e distribuía bem o jogo. O Botafogo, por sua vez, saía com menos qualidade, mas mais objetividade e buscava arremates de longa distância. Num deles, Renato obrigou Diego Cavalieri a fazer boa defesa. E foi dessa maneira, na base dos chutões, que o adversário chegou à vantagem após Bruno cortar mal uma bola e Henrique pegar de primeira para abrir o marcador.

O Fluminense chegou a ter dois gols de Fred corretamente anulados. Em ambos os lances, houve impedimento. No primeiro, o atacante escorou cobrança de falta de longa distância. No segundo, também em falta centrada na área, Bruno ajeitou para o artilheiro, mas o lateral estava em condição irregular.

Atrás no marcador, Renato abriu mão do esquema com três volantes e voltou para o segundo tempo com Wágner no lugar de Valencia. A substituição que era para deixar o time mais criativo, no entanto, não funcionou a tudo desandou. Com menos proteção, a fraca defesa tricolor deu espaços e, após bate-rebate, Henrique ampliou em chute mascado que ainda tocou na trave antes de entrar. Atônito, o Fluminense seguiu ressuscitando os defuntos alvinegros. Depois de Henrique, que ficou mais de um ano sem marcar, foi a vez do volante Bolatti (este esteve encostado longo tempo no Inter) balançar a rede de Diego Cavalieri escorando cruzamento de Junior Cesar.

Perdendo por 3  a 0, ficou completamte  impossível esperar que o Fluminense fizesse qualquer coisa de diferente e mudasse a história da partida. Conca ainda fez bela jogada e parou nas mãos de Helton Leite. Perto do fim, o péssimo árbitro chegou a inventar um pênalti para o Tricolor em bola que bateu sem intenção na mão do zagueiro Dankler, mas Fred desperdiçou chutando sem muita força e facilitando a defesa do goleiro. Realmente, não era dia do Tricolor.


Sem comentários