Na noite desta quinta-feira, o Fluminense recebeu o Cruzeiro, no Maracanã, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Com uma atuação massacrante, o Tricolor dominou o adversário por 90 minutos, mas venceu só por 2 a 1, tendo perdido muitas oportunidades para fazer um placar mais elástico e resolver o confronto. Manoel e Germán Cano marcaram para o Time de Guerreiros. O zagueiro Oliveira diminuiu para os visitantes.

O JOGO

O Tricolor começou o jogo sufocando o adversário. Logo com 1′, Cano quase abriu o placar, mas a zaga do time mineiro tirou em cima da linha. Na segunda oportunidade, o argentino mandou para as redes, mas o VAR anulou o gol por suposto impedimento de Jhon Arias na origem da jogada. Um lance para lá de duvidoso e inconclusivo, mesmo no tira-teima.


Impressionava o volume de jogo do Time de Guerreiros, que dominava completamente o Cruzeiro, mas não conseguia transformar a pressão em gols. Do lado da Raposa, o principal jogador era o goleiro Rafael Cabral, autor de grandes defesas em chutes de Samuel Xavier e André. Mas após a expulsão de Guilherme Jesus, com auxílio do VAR, o Flu ficou com um a mais em campo, intensificou a pressão e conseguiu inaugurar o marcador.

Ganso levantou na área e Manoel, de cabeça, fez 1 a 0 para o Fluzão. No entanto, graças a uma bobeira defensiva, o Tricolor não conseguiu levar a vantagem para o vestiário. No último minuto da primeira etapa, o Cruzeiro chegou ao empate em cobrança de escanteio. Oliveira, de cabeça, fez 1 a 1 antes do intervalo. Um resultado bastante injusto pelo que foi os primeiros 45 minutos.

Na segunda etapa, o Fluminense voltou amassando o adversário ainda mais. O segundo gol não demorou a sair. Em bela bola enfiada de Luiz Henrique para Jhon Arias, o colombiano cruzou na medida para Germán Cano testar e fazer 2 a 1. O Tricolor seguiu em cima. Queria mais. No contra-ataque, entretanto, o Cruzeiro levava perigo, ligando o alerta na defesa verde, branca e grená.

André acertou o travessão e ficou próximo do terceiro. Luiz Henrique também, em chute colocado da entrada da área. Apesar dos esforços e da soberania, o Fluminense não conseguiu ampliar o marcador. Com o resultado de 2 a 1, o Tricolor joga por um empate na volta para avançar às quartas de final. Se perder por um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis.

O Time de Guerreiros foi a campo com: Fábio; Samuel Xavier (John Kennedy 35’/2ºT), Manoel, Nino e Caio Paulista; André, Nonato (Matheus Martins 00’/2ºT) e Paulo Henrique Ganso (Martinelli 35’/2ºT); Luiz Henrique, Jhon Arias e Germán Cano (Mario Pineida 48’/2ºT).