O Fluminense teve uma noite maravilhosa no Paraguai e, com uma atuação magistral, dominou o Cerro Porteño para vencer por 2 a 0, nesta terça-feira, no La Olla, pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Nenê e Egídio fizeram os gols. Com o resultado, o Tricolor pode até perder por um de diferença na volta para chegar às quartas de final.

Mesmo fora de casa foi o Fluminense quem iniciou tomando as rédeas ofensivas da partida. Com boa postura e movimentação constante pelos lados, foi criando chances desde o início da partida.

O goleiro Jean, ex-São Paulo, precisou trabalhar bem para evitar gols em finalizações de Nenê, Yago e Hernández. O Vovô ainda mandou uma linda cobrança de falta na trave, na qual não teria qualquer chance. O Flu tocava bem a bola e encontrava muito espaço pelo lado esquerdo. Egídio e Biel, por ali, incomodavam demais. Pela direita, Caio Paulista era a melhor opção, com Samuel Xavier mais preso atrás.

Mandante do duelo, o Cerro parecia acuado e saía apenas em contra-ataques, sem, no entanto, transformá-los em situações claras para marcar. A exceção ficou por conta de cruzamento de Mateus Gonçalves, ex-Flu, na cabeça de Boselli, ex-Corinthians, obrigando Marcos Felipe a fazer ótima intervenção. Na parte final, os paraguaios cresceram um pouco e passarem a ameaçar. Chegaram a marcar, mas com Boselli impedido. Um baita susto.

O Flu voltou para o segundo tempo com a mesma atitude que havia começado e, desta vez, aproveitou as oportunidades criadas. Logo cedo, Nenê recebeu de Caio Paulista na entrada da área e acertou chute preciso no canto de Jean. Pouco após, foi a vez de Egídio aproveitar bola também de Caio Paulista, meio que sem querer na dividida, e acertou uma patada no ângulo.

A boa vantagem abriu espaços para os contra-ataques e o Tricolor seguiu criando. Caio Paulista e Cazares (que entrara no lugar de Nenê) ameaçaram. Lucca chegou a perder uma excelente oportunidade já aos 43 do segundo tempo em rebote de defesa do Jean num chute à queima-roupa de Kayky. No fim, os 2 a 0 ficaram de ótimo tamanho e, claro, ninguém ganha ou perde de véspera, mas a sensação é que, com o resultado obtido e, caso mantenha o bom nível de atuação na próxima semana, o Fluzão é forte candidato a avançar de fase.

A volta acontece na próxima terça, no Maracanã. Antes, o Fluminense recebe, também no Maraca, o Grêmio, sábado, pelo Brasileirão.

O Fluminense jogou com: Marcos Felipe, Samuel Xavier, Manoel, Luccas Claro e Egídio; André (Wellington, 45′ do 2ºT), Yago e Nenê (Cazares, 27′ do 2ºT); Gabriel Teixeira (Luiz Henrique, intervalo), Caio Paulista (Kayky, 36′ do 2ºT) e Abel Hernández (Lucca, 27′ do 2ºT).