Fluminense é o primeiro garantido na decisão (Foto: Nelson Perez - FFC)
Fluminense é o primeiro garantido na decisão (Foto: Nelson Perez – FFC)

Por Rodrigo Mendes

O Fluminense está na final da Primeira Liga. Depois de jogar muito, mas dar mole no finalzinho e empatar por 2 a 2 com o Internacional no tempo normal, o Fluzão venceu nos pênaltis por 3 a 2, com Diego Cavalieri defendendo duas cobranças e garantindo o Tricolor na decisão. Osvaldo fez os gols no tempo regulamentar. Agora, a equipe aguarda a partida entre Flamengo e Atlético-PR para conhecer seu oponente.

Bem postado em campo, o Fluminense era muito superior ao Inter. Consciente, a equipe ia tocando a bola e tinha excelente movimentação do meio para a frente. Com boas triangulações, principalmente envolvendo o quarteto Jonathan/Gerson/Scarpa/Osvaldo, a equipe tricolor ia encurralando a colorada em seu campo de defesa.


As chances foram surgindo e Gerson e Osvaldo chegaram a ficar perto de marcar. Porém, quem saiu na frente foi o Inter num cochilo tricolor. Após cruzamento de Artur pela esquerda, a bola sobrou para Vitinho bater sem chances para Cavalieri. Apesar da desvantagem, o Flu não se desesperou e, mais importante, não se desorganizou. Seguiu tocando a bola e criando espaços. Assim, conseguiu chegar ao empate quando Gerson achou Osvaldo de frente para Muriel e o atacante, desta vez, não perdoou, chutando entre as pernas do goleiro adversário. Justiça feita no placar.

O Fluminense poderia até ter virado antes do intervalo, mas Muriel salvou o Inter em chute de fora de Gerson e cabeçada de Gum.

Na volta para o segundo tempo, Levir sacou o improdutivo Magno Alves e lançou Marcos Junior. O Fluminense seguiu bem melhor em campo, dando poucas chances ao Inter e chegando com constante perigo à frente. Não fosse Muriel, a partida poderia até ser mais tranquila. O goleiro colorado, no entanto, nada pôde fazer em um lance belíssimo do Fluzão quando Gum deu ótimo lançamento, Wellington Silva passou de peito e Marcos Junior concluiu para defesa parcial do goleiro gaúcho. No rebote, Osvaldo estava atento e mandou para a rede.

Quase no fim, quando a vitória parecia certa, veio um castigo duro por não matar o jogo. Num chute de Andrigo, Cavalieri rebateu mal, para o meio da área, e Vitinho se aproveitou para deixar tudo igual, levando a decisão para os pênaltis.

Nas penalidades, melhor para o Fluzão. Diego Cavalieri se redimiu e defendeu as cobranças de Jackson e Anderson, além de ver Vitinho acertar o travessão. Pelo Fluminense, Scarpa, Cícero, e Marcos Junior marcaram e Felipe Amorim parou nas mãos de Muriel. Os colorados a acertarem suas cobranças foram Sacha e Marquinhos.

O Fluminense jogou com: Diego Cavalieri, Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Osvaldo (Douglas), Gerson (Felipe Amorim) e Gustavo Scarpa; Magno Alves (Marcos Junior).


Sem comentários