Fred passou em branco frente ao Criciúma, mas Roger admite que time precisa criar situações (Foto: Mailson Santana - FFC)

Na derrota de 2 a 1 para o Criciúma, terça, no Heriberto Hulse, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, Fred voltou a ter uma atuação apagada. Mas seu momento é ruim? Técnico do Fluminense, Roger Machado comentou a situação após o duelo.

O treinador reconheceu que o centroavante não conseguiu receber bolas na frente em condições de finalizar, o que acaba complicando o seu desempenho. Logo, o problema, na visão do comandante, passa pela criação.

— Todo centroavante precisa ser municiado. Precisa que as jogadas aconteçam para ele. Pelo fato de ser o jogador que está presente dentro da área, precisa que a organização do time funcione para que ele tenha maiores oportunidades de gol. Mas no jogo de hoje (terça), tecnicamente, muitos de nós estivemos em uma noite que não nos permitiu criar as oportunidades e oferecer ao centroavante a oportunidade de estar nas melhores condições. As alternativas não são muitas, mas são as que temos como possibilidade hoje. Toda vez pensamos em pegar o melhor momento de cada jogador, em colocar em campo as melhores alternativas. É o que eu tenho feito. Pegando o melhor momento individual de cada atleta, para que consigamos boas atuações e bons resultados – falou.

A partida de volta pela Copa do Brasil será no sábado, no Maracanã. O Fluminense terá de vencer por dois gols de diferença para chegar às quartas de final. Caso ganhe de um, levará a decisão para os pênaltis. Não há gol qualificado na competição.