Ganso lembra que em campo fez sua parte: pegou a bola, bateu o pênalti e fez o gol (Foto: Marcelo Gonçalves - FFC)

Depois de ser criticado por alguns torcedores do Fluminense em virtude de ter vestido a camisa do Santos na saída de campo após o empate por 2 a 2 entre as duas equipes, na última segunda-feira, na Vila Belmiro, Ganso minimizou a polêmica e já a enterrou no passado. O meia afirmou ser grato ao clube que o revelou, mas reiterou o carinho enorme que sente pelo Tricolor.

Agora, o camisa 10 quer saber unicamente do jogo diante do Cuiabá, domingo, no Maracanã, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.


— É normal alguns torcedores ficarem chateados por sair vestido com a camisa do Santos. Fiz uma comemoração (imitando maestro, como fazia nos tempos de Santos). Foi mais uma homenagem pra torcida. Fiz o meu papel dentro do campo, peguei a bola, bati o pênalti, fiz o gol. Sou grato ao clube que me revelou pro futebol brasileiro e mundial. Hoje o carinho que tenho pelo Fluminense é enorme. Meus filhos são apaixonados, o Enrico então é maluco pelo Fluminense. Já passou, as torcidas são muito amigas até. Agora é pensar pra frente, no Cuiabá para não perder ponto – disse.